by
  • A QTEL é uma empresa de formação e consultoria com 21 anos de experiência, sendo certificada pela DGERT.
  • Conte com a QTEL para levar a sua organização a outro nível quer se encontre em Portugal ou no estrangeiro.
  • “O melhor retorno que temos vem do valor que acrescentamos aos nossos clientes”, Eng.º Moitinho de Almeida.

A Crise ou uma Oportunidade

É em situações de crise que o papel dos/as líderes de topo é mais determinante para imprimir o rumo adequado às empresas e mobilizar as vontades dos/as colaboradores/as na prossecução dos objectivos que forem traçados. No trinómio Visão – Missão – Valores a Visão assume então uma importância da grande relevo, na medida em que é necessário acreditar muito no potencial da empresa para dispor da força anímica necessária para lutar e vencer as muitas dificuldades com que constantemente os/as líderes se deparam.

Ora a actual crise tem características estruturais profundas e uma vez ultrapassada nada mais será como dantes: as dificuldades económicas mundiais vão conduzir a um comércio global ainda mais feroz e muitas empresas vão soçobrar, a menos que desenvolvam grandes esforços no âmbito da inovação e/ou da melhoria da produtividade. Claro que medidas deste género têm custos e são muitas vezes tidas como tal, mas esse é um dos grandes erros dos/as gestores/as, pois trata-se, na verdade, de um investimento.

É bom que os/as gestores/as tenham a humildade para assumir que a maioria dos problemas das sua empresas têm origem neles/as próprios/as, mau grado os enormes esforços e sacrifícios que a maioria nunca se furtou. É que a gestão e liderança embora tenham uma componente personalizada cuja importância se reconhece, são ciências objecto de estudos profundos e de experimentações constantes cujo domínio está habitualmente nas mãos de profissionais seniores destas matérias.

Entre as áreas onde consideramos mais oportuno realizar os investimentos a que aludimos assume particular relevo a formação, constatando-se já a existência de alguma sensibilização para este tema, nomeadamente nos âmbitos seguintes em que facilmente se passa da teoria à prática:

 

  • processos-chave;
  • comportamentais (e.g., Liderança, Comunicação Interpessoal, Gestão de Conflitos);
  • organizativos (e.g., informatização dos processos, modelos organizacionais);
  • gestão (e.g., implementações de sistema de gestão da qualidade, ambiente e SHST). Importa dizer que embora estes sistemas de gestão já estejam algo banalizados e por vezes com baixo crédito, tal não se deve aos modelos subjacentes, mas sim à forma com os/as empresários/as quiseram que eles fossem implementados.

 

Infelizmente, a implementação da maioria dos sistemas referidos é cada vez mais uma condição necessária de bom funcionamento mas não suficiente, uma vez que está a ser entendida como tal pelo mundo fora. Há, pois, que enveredar por novos caminhos que permitam fazer a diferença, sendo os de maior potencial, em nossa opinião, a seguir indicados:

 

  • Metodologia de Produção Lean – recomendada para situações em que se queiram melhorias rápidas e com investimentos reduzidos. Aconselhável para pequenas empresas com poucos recursos humanos para enveredarem por projectos complexos de reorganização e gestão;
  • Metodologia Lean Seis Sigma – recomendada para empresas grandes e por vezes médias em que o potencial de melhoria seja considerável e capazes de libertar um número razoável de quadros, durante alguns meses, em formação e implementação dos projectos de melhoria identificados segundo essa metodologia;
  • Modelo de Excelência EFQM (European Foundation for Quality Management) – recomendado para médias e grandes organizações que tenham atingido um bom nível de desempenho, por exemplo do Sistema de Gestão da Qualidade, e que queiram ir mais longe no desenvolvimento da Liderança, Desenvolvimento das Pessoas, Política e Estratégia, Parcerias e Recursos, habilitando-as a estabelecer correlações entre as melhorias nestas áreas, os ganhos nos resultados financeiros e os impactes junto dos/as colaboradores/as, dos/as clientes e da sociedade. À semelhança do Lean Seis Sigma, o envolvimento dos quadros é relevante, se bem que possa ter lugar de um modo mais intermitente.


Está nas vossas mãos, em particular dos/as leitores/as que sejam quadros superiores e gestores/as de empresas, tomar as medidas necessárias para vencerem os desafios presentes e fazer com que as suas organizações entrem mais fortes e confiantes nesta nova era. Que estas ideias singelas e que a variedade dos cursos que oferecemos possam contribuir, nem que seja minimamente, para esse fim será sem dúvida a nossa maior satisfação.


Eng.º Moitinho de Almeida

Janeiro de 2009

 

Mais perto de si

Morada: Rua das Amendoeiras, nº27, 3º Esq.

C.P.: 2775-641-Carcavelos

Tel: 938758161 Fax: 214570388

Website: www.qtel.pt E-mail: geral@qtel.pt

Peça já a sua proposta!

Caso pretenda implementar um projecto de formação e/ou consultoria à medida das necessidades da sua organização, não hesite em pedir-nos uma proposta através do e-mail geral@qtel.pt. Teremos todo o gosta em colaborar consigo!