by
  • A QTEL é uma empresa de formação e consultoria com 21 anos de experiência, sendo certificada pela DGERT.
  • Conte com a QTEL para levar a sua organização a outro nível quer se encontre em Portugal ou no estrangeiro.
  • “O melhor retorno que temos vem do valor que acrescentamos aos nossos clientes”, Eng.º Moitinho de Almeida.

Dicas para Gerir as Oportunidades

A gestão das oportunidades afigura-se da maior actualidade para as empresas e penso ter alguma coisa para dizer sobre este tema na sequência de 53 anos de actividade profissional, primeiro como militar, gestor  e consultor/formador  de centenas de empresas em Portugal e no estrangeiro. Limitar-me-ei a indicar de uma forma muito sintética quais as qualidades que considero mais relevantes para tirar partido das oportunidades que se nos deparam.

  1. Apostar em ser muito bom/oa, se possível o/a melhor, em algo que nos apaixone e que vislumbremos vir a ser objecto de procura num futuro próximo. Participar em fóruns, colóquios e seminários, bem como escrever artigos da especialidade são algumas das muitas medidas que podem ser tomadas por quem já atingiu um bom nível. Eu próprio actuei assim no final dos anos 70, penso que por intuição, ao dedicar-me à Qualidade e hoje dou-me por muito feliz tê-lo feito.
  2. Manter uma auto-estima elevada, pois é ela que nos dará força para acreditarmos nas nossas capacidades e enfrentarmos as inúmeras dificuldades que vão surgindo. Este ponto está muito relacionado com o anterior, pois à medida que desenvolvemos novas competências ficamos mais seguros com nós próprios/as. A natureza de cada pessoa condiciona sem dúvida este aspecto, mas trata-se de algo que pode ser melhorado, por exemplo com o apoio do/a cônjuge, tantas vezes recusado, com a prática de exercício físico, com uma alimentação saudável, no convívio com amigos/as verdadeiros/as.
  3. Ganhar o hábito de ler os pequenos sinais que aparecem nos mais diversos sítios. O espírito de observação, em regra mais patente na mulher do que no homem, pode desenvolver-se praticando sistematicamente com aquilo que nos rodeia e que os nossos sentidos são capazes de percepcionar. A interpretação de obras de arte, a comunicação não verbal, a leitura de jornais e de boletins noticiosos de câmaras de comércio estrangeiras, são algumas das muitas fontes de indícios relevantes que podem ser exploradas. Já em termos de inovação e  seguindo o conselho de Tom Kelley, administrador da IDEO, a identificação das novas necessidades dos clientes consegue-se mais observando a forma como as pessoas actuam, trabalham e interagem do que recorrendo a inquéritos de marketing.
  4. Ter alguma obsessão pelo objectivo a atingir, desenvolvendo capacidades de concentração que facilitem a análise dos dados e a síntese das conclusões (e.g., a visualização de novos conceitos de produtos e dos/as seus/uas utilizadores/as; a prática de ioga, tai-chi ou meditação podem ser auxiliares preciosos para esse fim. “Assim como as estrelas só ficam visíveis de noite, quando o Sol se põe, embora estejam lá o tempo todo, só podemos ter acesso à net interior quando aquietarmos as vozes e directrizes familiares do mapa de hábitos.”
  5. Cultivar a intuição. Muitas das decisões importantes  conhecidas foram tomadas intuitivamente, contrariando os raciocínios lógicos que as desaconselhavam. Os/as grandes líderes destacam-se em regra por decisões deste tipo. Claro que se deve começar com pequenas decisões, só mudando de escala quando a auto-confiança for suficientemente grande.
  6. Ter as pessoas certas nos lugares certos. Em muitas áreas de actividade é mais importante o perfil psicológico do/a colaborador/a do que o perfil técnico: as pessoas certas mostram entusiasmo, contribuem com ideias e ajudam a identificar novas oportunidades, enquanto que as pessoas erradas desmotivam, fazem perder tempo, têm custos que não justificam, resistem às mudanças. Note-se que a falta de competências técnicas leva por vezes muito tempo a colmatar, mas consegue-se desenvolver com formação e experiência, enquanto os comportamentos, quando o problema não reside na liderança, a maior parte das vezes não é possível alterá-los.


Por último, uma sugestão para quem anda à procura de oportunidades a médio prazo. Acredito que a Responsabilidade Social, incluindo tudo aquilo que possa vir a contribuir para acabar com qualquer tipo de discriminação, está para o futuro próximo como a Qualidade estava na década de 70. Explorem os seus pequenos indícios e estou certo de que não se arrependerão.
                                                                                                                                     

Eng.º Moitinho de Almeida

Junho de 2009


 

Mais perto de si

Morada: Rua das Amendoeiras, nº27, 3º Esq.

C.P.: 2775-641-Carcavelos

Tel: 938758161 Fax: 214570388

Website: www.qtel.pt E-mail: geral@qtel.pt

Peça já a sua proposta!

Caso pretenda implementar um projecto de formação e/ou consultoria à medida das necessidades da sua organização, não hesite em pedir-nos uma proposta através do e-mail geral@qtel.pt. Teremos todo o gosta em colaborar consigo!